quinta-feira, 31 de maio de 2012

No meio do caminho


Um pé quebrado pisou nas fezes
que o cão depositara ali.
O pé desfez a bela forma
que caprichosamente o orifício
do canídeo esculpira.

E agora, pisado e deformado,
já não há razão para solenidades,
para formalidades,

                  já
     não há o que impeça
de chamar  a obra destruída
de troço, de bosta, de merda.

- Caio Augusto Leite

Um comentário:

  1. Incrível ao mesmo tempo que é engraçado. Parabéns!

    ResponderExcluir